Galerias e instituições , com iniciativas para ajudar pessoas mais afetadas no período do COVID-19

0
47
Em São Paulo, galerias e artistas independentes estão somando esforços com a União SP, iniciativa privada criada em março, que tem por objetivo dar assistência à população mais afetada na crise gerada pelo corona vírus e a quarentena. A primeira ação desta frente é a arrecadação de recursos para compra e distribuição de cestas básicas, agindo em parceria com ONGs, prefeituras e o Governo do Estado.
A galeria Nara Roesler, que representa grandes nomes da arte contemporânea, doou 27 obras de seu acervo para um leilão, no qual todo lucro será revertido para arrecadação da União SP. Para a ação, foram selecionados trabalhos de Marcos Chaves, Lucia Koch, Vik Muniz, Julio Le Parc, Artur Lescher, Paulo Bruscky, Berna Reale, entre outros.
Dedicada à fotografia, a galeria Mario Cohen também reuniu obras para arrecadação do fundo emergencial da União SP. Os artistas que cederam seus trabalhos, segundo a galeria em seu instagram, foram Sebastião Salgado, Bob Wolfenson, Cristiano Mascaro, Elaine Pessoa, Ellen Von Unwerth, Michael O’Neill, Paulo Vainer e Robério Braga.
A galeria Casa Jacarepaguá, em parceria com a galeria Crua, criou a campanha Spray do Bem. Nesta ação, mais de 20 artistas foram convidados para personalizarem latas de tinta spray, as quais serão vendidas pelo valor de 750 reais. Em seu instagram, a galeria afirmou que para cada lata vendida, parte do valor será revertido na compra de uma cesta básica e um kit de higiene, que serão doados para pessoas em situação de rua.
Diante da alta demanda de itens básicos nos hospitais, o Museu do Ipiranga, o Museu de Zoologia e o IEB – Instituto de Estudos Brasileiros – todos ligados à Universidade de São Paulo – anunciaram uma doação de materiais essenciais como luvas, máscaras, álcool, e outros itens dos setores de restauro e conservação. A doação foi entregue ao Hospital Universitário e ao Hospital Tatuapé. Seguindo o exemplo destes órgãos paulistanos, o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) promoveu em suas redes sociais uma campanha estimulando museus de todo país a fazerem o mesmo com seus materiais disponíveis.  
Já no Rio de Janeiro, o Museu de Arte do Rio utilizou suas redes sociais para divulgar as iniciativas Casa Amarela Providência e ECOnceição. Operando a segunda fase de campanha, os projetos desejam atender 400 famílias no Morro da Providência, Morro do Pinto e Morro da Conceição (zona portuária do Rio de Janeiro) através da doação de cestas básicas, dando ênfase aos casos mais críticos, e também pretendem entregar 30 cestas e kits de higienização para recicladores do Jardim Gramacho.
Uma situação como esta que enfrentamos demonstra que, apesar de sua fragilidade e instabilidade, o mundo da arte segue achando formas de sobreviver e fortalecer o olhar para o outro. Não se limitando a experiência estética, agora este meio mostra sua potência em ações diretas. Alguns acreditam que a arte salva a alma. Sabemos neste momento que alguns serão mais afetados do que os outros, e o senso de comunidade é o caminho para que o cenário pós crise seja o mais potente, e para que sigamos salvando não só almas, mas efetivamente, vidas. (por: Artsoul)
Você pode contribuir com diversas ações mencionadas no texto acessando os seguintes links:
União SP uniaosp.orgGaleria Nara Roesler https://nararoesler.art/exhibitions/177/
Galeria Mario Cohen http://galeriamariocohen.com.br/?page_id=24010
Casa Amarela Providência : http://www.canartchangetheworld.net/casaamarela/doacoes

 

TOPPO ARTES, investimento com estilo

Maiores Informações : (43) 99136-9777

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here