Com vinhos frisantes em lata, Vivant pretende faturar R$ 8 milhões em 2020

0
133
Provar um cabernet sauvignon como se fosse uma cerveja pilsen? Impensável até há pouco – pelo menos para quem não admite vinhos que custam menos de três dígitos ou que não tenham boa pontuação em rankings como o de James Suckling – a ideia começa a soar cada vez mais palatável. Culpa dos vinhos em lata, que não são mais vistos com tanta estranheza e já gozam de algum espaço nas prateleiras dos supermercados.

Fundada em 2018, a marca nacional Vivant recebeu um aporte de 5 milhões de reais e fechou um acordo de distribuição com a rede Pão de Açúcar. E acaba de lançar mais dois produtos, ampliando o portfólio para cinco. Os novos são vinhos frisantes, um deles feitos com as uvas chardonnay e pinot noir, e o segundo, mais adocicado, com a variedade moscato. “São bebidas ainda mais leves que nossos vinhos tradicionais, finos e secos. Foram pensadas para o verão” explica André Nogueira, COO e um dos fundadores.

Em latinhas de 269 mililitros, as novidades custam a partir de 14 reais, cada uma, e estarão à venda em meados de novembro, em supermercados e no e-commerce da marca. Completam o portfólio da Vivant um vinho tinto, mistura de cabernet sauvignon e merlot; um branco, feito com a uva chardonnay; e um rosé, blend de syrah com pinot noir. A produção dos vinhos está a cargo da Vinícola Quinta Don Bonifácio, sediada em Caxias do Sul/ RS. (por: Exame) 

ANUNCIE NA TOPPO EXPRESS. 

MAIORES INFORMAÇÕES: (43) 99136-9777

PROMOÇÕES DA TOPPO ARTES. CLIQUE AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here