Depois de virar piada, Cinemark volta atrás em medida de reabertura de salas

0
7
A rede de cinemas Cinemark, voltou atrás em relação às medidas de segurança que havia implementado nas últimas semanas, depois de ser infinitamente criticada nas redes sociais. A empresa havia seguido o fluxo de outras companhias do ramo em solo americano, e declarado que não iria obrigar que seus clientes usassem máscaras na reabertura programada para acontecer gradualmente no mês de julho.
Segundo comunicado anterior, a Cinemark apenas obrigaria o uso de máscaras em suas unidades que ficassem em regiões consideradas críticas, e com alto número de casos de COVID-19. Na última semana, o CEO da rede americana de cinemas, AMC, Adam Aron falou em entrevista que não exigiria máscaras em locais de menor restrição porque não queria envolver a empresa em uma controvérsia política. Com o burburinho alcançado pela declaração, a AMC decidiu no dia seguinte, exigir máscaras.
“A saúde e a segurança de nossos funcionários, convidados e comunidades são uma prioridade. Ao monitorarmos de perto o status do COVID-19, a Cinemark optou por implementar uma política nacional que exige que todos os nossos clientes usem máscaras enquanto estão em nossos cinemas. Se um convidado esquecer sua máscara, a Cinemark terá uma quantidade selecionada disponível em todos os nossos cinemas”, disse um representante da Cinemark ao site americano Deadline. A rede pretende estar com todas as suas unidades abertas em 24 de julho nos Estados Unidos. No Brasil, ainda não existe uma data específica para isso. ( por : Spinoff)

TOPPO ARTES, Investimento com estilo.

Maiores Informações: (43) 99136-9777

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here