Até os 38 anos, ele não participou de nenhuma exposição – o que faria muito artista em busca do sucesso fácil desistir. Mas ele preferiu continuar se aperfeiçoando com seus dois mestres: Aldo Bonadei e Carlos Blank. “Foi uma experiência magnífica ter trabalhado com o Bonadei “. Não eram aulas formais, mas ele me cobrava incessantemente. Eu precisava pintar todos os dias, pois ele achava que só assim um pintor pode ficar bom”, lembra. “Já Blank era um grande artista, mas ficou pouco conhecido porque era bem menos sociável. Quando aparecia algum jornalista para entrevistá-lo, ele o dispensava. Falava que preferia ir tomar uma cervejinha e tal.”  O reconhecimento chegou aos poucos. Em 1965, fez sua primeira exposição, na Galeria Brasileira de Arte, em São Paulo. Em 1977, foi a vez da estreia internacional, com uma mostra em Córdoba, Argentina. Na cidade onde mora, suas esculturas podem ser vistas na Assembleia Legislativa (uma peça de ferro de 2m de altura chamada Erectum), a Casa de Cultura de Santo Amaro e o Sesc Ipiranga.  Suas pinturas variam bastante de temas e estilos.“Eu passei pelo figurativo. Daí fui para o expressionismo, fiquei um tempão no simbolismo e, depois, cheguei ao abstrato ”  Além da pintura, Bussab também faz gravuras, cerâmicas e esculturas estas últimas são em geral homens e mulheres estilizados, de ferro. Ele vem diminuindo as proporções de suas esculturas, que costumavam passar de 2m. “Fiquei proibido de pegar peso, por causa de um problema no ombro. Agora faço coisas menores”
Para Bussab, artista mesmo é Van Gogh – que vendeu só um quadro em vida e também nunca se preocupou demais com a fama.
Fonte: Paulo Morelli , Revista Trip
Adquira a Obra de Jorge Bussab na Toppo Artes , através do link ;

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1227541527-jorge-bussab-oleo-sobre-madeira-38-x-48-cm-_JM

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here