O “essencialismo” na obra de Ismael Nery

0
188
O essencialismo é uma teoria filosófica e artística criada por Ismael Nery sobre as bases católicas, estando baseada na abstração do tempo e do espaço.
Segundo o Essencialista, tudo o que existiu foi absolutamente útil; verdadeiramente o homem nada fez que não tivesse pelo menos o grande valor de uma experiência. É justamente a partir desta perspectiva filosófica que parece Ismael Nery considerar a relação abstrata de espaço entre o homem e a mulher, entre os seres humanos como um todo.
Sua obra mostra a tentativa inveterada de acabar com todos os espaços possíveis que diferenças de qualquer sorte entre as pessoas humanas. Vejam-se, por exemplo, os quadros “Nós”, “O encontro” e “Figura decomposta”.
Em “Nós”, vemos duas figuras que se sobrepõem, se confundem, e parecem convergir para o mesmo ponto, para uma mesma origem. A metade de cada parte se dissocia de si para encontrar a parte cindida do outro, causando a impressão de haver três figuras na representação, quando na verdade são apenas duas. É o movimento de cada uma das metades para encontrar a outra que gera a impressão (verdadeira) de haver três ou mais rostos no quadro. Se atentarmos bem, veremos que há três bocas, mas apenas quatro olhos e dois narizes. Talvez esta terceira figura seja a interseção das duas outras, concorrendo para a eliminação das distâncias.
“O encontro” sem dúvida é o quadro que melhor representa a busca da essência pela abstração do espaço. Seu nome sugestivo dá título a uma obra que exibe, em primeiro plano, um casal cujas formas da face se confundem e se fundem num único rosto.A busca pelo essencial neste quadro vai além: Ismael imprime no canto inferior direito da obra os seguintes dizeres: “Meu caro Ismael / não sei porque qualquer / homem que vejo se parece com você”
“Figura Decomposta” pode ser considerada como a síntese dessa busca de interpretação do essencial. Há a interseção de dois corpos, mas a distinção entre eles é bem nítida, embora suas faces estejam destituídas de identidade. Poderíamos até interpretar que a “decomposição” da unidade corrobora para perda dos elementos essenciais que permitem distinguir cada pessoa. Parece mesmo que os perfis sobrepostos a cada face vazia sejam a essência de cada corpo.
… , a filosofia que Ismael defendeu ao longo de sua curta vida, filosofia que, fez-se presente em todas as suas manifestações artísticas, sempre defendendo um posicionamento mais racional e humano das pessoas e a total abstração do tempo e do espaço para que cada indivíduo se desse conta da totalidade,… (trechos “A narrativa do essencial” por Julio C.Alves-Usp)

 

(esquerda para direita) “Nós”, “O encontro”,” Figura decomposta”

 

OBRAS DE ISMAEL NERY , VOCE ENCONTRA NA TOPPO ARTES

Maiores Informações: (43) 99136-9777

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here