O custo Brasil está entre as principais causas do aumento do desemprego no país.Porém , os resultados deste custo nem sempre podem ser vistos a olho nu. Suas origens, quase sempre, estão na burocracia, nos artifícios para evitar a sonegação que, como efeito colateral, aumentam a economia informal. A sonegação, mais conhecida no setor formal como caixa dois, aumenta a desconfiança do mercado, inviabilizando investimentos.
Não há muito tempo, abri uma empresa com sócios estrangeiros a fim de viabilizar a Injeção e capital num grupo nacional, em parceria com governos estaduais.A abertura foi recomendada por duas das dez maiores empresas de advocacia do país, não só para regulamentar o capital investido como também para assegurar a legalidade dos contratos.
Até aí tudo bem! Só que, com a crise da Ásia no fim de 1997, os investidores e parceiros estrangeiros pularam fora do negócio. O principal parceiro saiu do barco por não entender a diferença entre co-seguro e resseguro, que na época era um monopólio do estado.
O mais interessante é que poderia ter feito uma parceria ( a chamada joint venture), ou seja, poderia dividir o risco com a seguradora nacional, termo conhecido no país como co-seguro, porém na América do Norte conhecido como re-insurance (resseguro).
Quer dizer que o negócio não saiu por incompetência legal dos dois lados da fronteira e por falta de conhecimento cultural e de mercado do tradutor profissional.
O parceiro capitalista, que aos poucos foi sentindo o tamanho do seu prejuízo em outro mercado emergente, a Ásia, acabou por desistir do investimento neste nosso mercado, mas de fato jamais saberemos suas verdadeira razões. Acredito, porém, ter sido pela falta de experiência de seu grupo de advogados em legislação internacional, desconhecimento de termos técnicos e, claro, tudo aquilo que se perdeu na tradução.
Se tudo isso não bastasse, após ter investido milhares de dólares em projeto que não saiu do papel, queimando em parte minha credibilidade devido à incompetência de terceiros – mais precisamente, dos tradutores e advogados do grupo nacional, do investidor capitalista e dos grupos de seguro nacionais e estrangeiros – , fui surpreendido por uma multa da Receita Federal: tinha atrasado a declaração do Imposto de Renda e teria de pagar a conta do contador de um negócio que nunca andou.
Se isto não é custo Brasil, não sei dizer o que é, pois trabalho desde 1984 na América do Norte e tive lá a oportunidade de fazer negócios com vários grupos, além de ter feito várias operações comerciais com diferentes conglomerados em diversos setores das Américas. Entre omeus favoritos, estão operações de consultorias que abrangem desde a abertura de negócios por meio de holdings e representações até o fechamento das empresas.
Também preparei business & marketing plans para mergers, aquisitions, joint ventures & Project finance, viabilizei operações de private equity, securitização de recebíveis, além de ter desenvolvido contatos com Angels & Venture para reestruturar e financiar crescimento ou desenvolvimento de novas tecnologias.
Porém tanto nos casos de fechamento de empresas como na abertura delas, o processo não levou mais de trinta minutos e seus custos globais não ultrapassaram os R$ 200, incluindo aí os anúncios em uma publicação regional para apresentar às partes interessadas tanto a abertura como o encerramento de um negócio.
Com a total aprovação e incondicional colaboração dos controladores da empresa, municípios, governos do Estado ou federação, que de fato buscam soluções reais para seus problemas financeiros, para o desemprego e para a melhoria da capacitação de seus quadros profissionais.
( por: Marcelo Paolillo Martins, economista formado pela Arizona State University -EUA, com mestrado na Carleton University, em Otawa, Canadá. É empresário e pesquisador )

ANUNCIE NA TOPPO EXPRESS. 

MAIORES INFORMAÇÕES: (43) 99136-9777

PROMOÇÕES DA TOPPO ARTES. CLIQUE AQUI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here