84% das entrevistadas, comprariam obras de arte por meio de plataformas digitais.

0
145
Estudo trouxe percepções sobre o mercado de arte durante o isolamento social.
( São Paulo, Junho 2020 )  — O Novo “normal” do luxo: moda e arte, é o mais recente estudo realizado pelo Instituto Qualibest em parceria com o Artsoul e Back in B. O estudo inédito abordou a percepção de mulheres de alta renda, em São Paulo, sobre o consumo de arte durante o isolamento social provocado pela pandemia do COVID-19.
O Novo “normal” do luxo: moda e arte, é o mais recente estudo realizado pelo Instituto Qualibest em parceria com o Artsoul e Back in B. O estudo inédito abordou a percepção de mulheres de alta renda, em São Paulo, sobre o consumo de arte durante o isolamento social provocado pela pandemia do COVID-19.
Alguns pontos analisados trouxeram informações que contribuem com o entendimento do comportamento dessas consumidoras, como o fato de que entre as mulheres de alta renda, 40% consumiu arte recentemente, as compras aconteceram com maior frequência pessoalmente (em galerias ou feiras de arte) e diretamente com o artista; para estas, apesar de não ter tido experiência com compra online, o digital não é uma barreira e apenas 16% não compraria de uma plataforma digital. Cerca de quatro entre dez consumidoras de arte acompanham exposições e visitam galerias com frequência. Essa ação, hoje impossibilitada pelo isolamento social, traz novos desafios para manter o mercado de arte ativo, o digital se torna imprescindível para que a comunicação entre clientes e galerias aconteça, para as entrevistadas isso não é um problema, mas apresentam algumas preferencias dentro desse sistema.
Obras de Artistas já conhecidos por elas detém preferência de escolha (81%) e poder experimentar a obra em casa, é a experiência ideal desejada por estas mulheres para a compra online de obras de arte.
Obras de menor valor são as mais atrativas para compras online (73% comprariam obras de até 2 mil reais). A renda familiar das respondentes foi bastante impactada durante o período de isolamento, e a expectativa é que ainda diminua significativamente após a quarentena comparado a renda antes do COVID-19; com este cenário, nota-se atualmente uma postura conservadora em relação aos gastos de modo geral.
A pesquisa analisou as percepções de 405 mulheres de alta renda entre 19 e 65 anos em maio de 2020 em São Paulo – SP. A metodologia usada foi o Estudo Quantitativo Online, questionário de autopreenchimento, estruturado via WEB, para um mailing de mulheres de alta renda. (por: Artsoul )
Na TOPPO ARTES , disponibilizamos de links , para que voce possa adquirir Obras de Artes do nosso acervo, no sistema on-line.                                              Maiores Informações: (43) 99136 – 9777 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here